INEE divulga programa do III Seminário Internacional sobre Uso Eficiente do Etanol

Apesar da importância do etanol no acionamento de veículos leves no Brasil, muito pouco é divulgado sobre o potencial de melhoria de seu desempenho pela utilização de motores adequados, com efetiva consideração de suas características como combustível.

Embora no Brasil milhões de carros sejam abastecidos apenas com etanol, estes, na sua grande maioria, são “flex”. Atualmente, enquanto 20% dos modelos oferecidos são apenas a gasolina, não há oferta de carros exclusivamente a etanol.

O Seminário visa o exame e reconhecimento da competitividade do etanol. Discutirá até que ponto os “flex” podem ser aperfeiçoados para usá-lo com maior eficiência e a possibilidade do Brasil voltar a produzir carros a etanol. Examinará, ainda, as diversas experiências e oportunidades de substituir diesel por etanol em veículos pesados.

O uso eficiente do etanol veicular, além dos impactos ambientais e sociais favoráveis, afeta positivamente a economia dos consumidores e de todos os agentes ao longo da sua cadeia de produção e transformações. Sua maior difusão contribuirá para revigorar a oferta do único combustível renovável produzido em larga escala sem subsídios e sem monetização de suas externalidades positivas. Também contribuirá para diversificar a produção da indústria automotiva visando novos mercados, aqui e no exterior.

No passado o Brasil era o único país do mundo onde o etanol combustível era produzido e distribuído. Hoje, porém, o país responde por apenas um quarto da produção mundial. Fora daqui o etanol é, na maior parte, usado como aditivo da gasolina. Não obstante, circulam em diversos países cerca de 25 milhões de carros flex, com grande destaque para os EUA e, de forma crescente, na Europa. A competição com a gasolina ainda é pequena, pois um número restrito de postos vendem etanol. Motivados pelos objetivos de descarbonização, a substituição de gasolina por etanol, no entanto, deve aumentar na Europa, liderado pela Suécia França e Alemanha e a busca de motores a etanol eficientes deve se colocar de forma crescente.

Programa do Seminário

Acesse o programa atualizado do seminário.

Mais detalhes sobre o III Seminário Internacional sobre Uso Eficiente do Etanol veja no site do evento, onde pode ser feita a inscrição.

14/09/2016

[Fonte: INEE]


Leia também

INEE: Substituindo Diesel por Etanol, um resumo do IV Seminário sobre Uso Eficiente do Etanol

O INEE realizou a quarta edição do seminário, em 25 de outubro de 2017, no Centro Tecnológico da Mahle, em Jundiaí, onde ocorreu ampla e construtiva discussão sobre a substituição do óleo diesel...
Leia mais...

Palestras do IV Seminário sobre Uso Eficiente do Etanol

A quarta edição do Seminário aconteceu no dia 25 de outubro em Jundiaí, São Paulo, no Tech Center da Mahle, organizado pelo INEE, com o patrocínio da Mahle e da Copersucar.

O uso eficien...
Leia mais...

INEE: Descarbonizando o Setor Energético Brasileiro

O texto a seguir foi preparado pelo INEE para o ICS - Instituto Clima e Sociedade – ICS, como um documento de suporte para uma reunião com o projeto AGORA para discutir alternativas para minimiz...
Leia mais...

Pietro Erber, do INEE: MP 579, um desastre e duas questões

Muito tem sido comentado a respeito das consequências deletérias da MP 579, convertida na Lei 12783. No entanto, apesar do que representou para o setor elétrico e para o país, pouco ou nada se p...
Leia mais...

Jayme Buarque, do INEE: Etanol Pode Substituir Diesel?

O INEE havia sido desaconselhado a fazer um evento sobre a substituição de óleo diesel por etanol porque sua densidade energética é cerca de 70% daquela da gasolina e apenas 60% daquela do diese...
Leia mais...

INEE divulga programa do IV Seminário sobre Uso Eficiente do Etanol

O evento será realizado em 25 de outubro, no Jundiaí Tech Center da Mahle, com o patrocínio da Mahle e da Copersucar. As sessões do Seminário abrangerão os temas: tecnologias, usos e políticas, ...
Leia mais...

Jayme Buarque, do INEE: Etanol, o incompreendido

A história do uso do etanol sofre avanços e recuos e é mal compreendida desde que o homem aprendeu a produzi-lo há 10 mil anos. Hoje é mais lembrado pelos malefícios associados às bebidas. Até o...
Leia mais...

INEE apresenta sugestões para as Propostas de Aprimoramento do Marco Legal do Setor Elétrico

Em resposta à Consulta Pública 033 de 05/07/2017, o INEE apresentou, em 17 de agosto, observações que entende serem pertinentes aos objetivos indicados na Nota Técnica nº 5/2017/AEREG/SE.

...
Leia mais...

Inscrições abertas para o IV Seminário Sobre Uso Eficiente do Etanol

O Seminário será realizado em 25 de outubro, no Jundiaí Tech Center da Mahle, com o patrocínio da Mahle e da Copersucar. A quarta edição do seminário sobre etanol eficiente vai discutir a substi...
Leia mais...

Jayme Buarque, do INEE: Repensando o Uso do Etanol

No final de junho aconteceu o Ethanol Summit 17, evento que reúne todos os segmentos da economia envolvidos com o tema do etanol, dentre eles o futuro do seu uso automotivo.

Como estudioso do...
Leia mais...

Jayme Buarque, do INEE: Cadê o Carro a Etanol da Fiat?

Em junho de 2013, a FIAT levantou um empréstimo de R$ 7 milhões no âmbito da linha Inovação, do BNDES, para o “desenvolvimento de um novo motor a etanol de alta eficiência, em Betim (MG)”. Leia mais...

IV Seminário sobre Uso Eficiente do Etanol

O INEE vai realizar no segundo semestre deste ano, com o apoio da Mahle, nas instalações do seu Centro de Pesquisas e Desenvolvimento, em Jundiaí, o IV Seminário sobre Uso Eficiente do Etanol. O...
Leia mais...

Novidade importante para motores a etanol

No Salão do Motor em Paris, no início de outubro último, a Nissan apresentou um novo tipo de motor ciclo Otto que pode ter um papel muito importante no Brasil onde a maioria dos carros vendidos ...
Leia mais...

Projeto ICS: Redução da Carbonização do Setor Elétrico

O presente texto resume o estudo preparado, pelo INEE, para o Instituto Clima e Sociedade. Foi desenvolvido em entre julho de 2016 e janeiro de 2017 sob a coordenação de Pietro Erber, do INEE, c...
Leia mais...

Pietro Erber, do INEE: Acionamento de veículos leves

A expansão e a renovação da frota brasileira de carros leves constitui um mercado para cerca de três milhões de unidades. No momento, aliás há anos, uma das questões mais discutidas, inconclusi...
Leia mais...

Newsletter Fale Conosco