Jayme Buarque, do INEE: Novidade importante para motores a etanol

No Salão do Motor em Paris, no início de outubro último, a Nissan apresentou um novo tipo de motor ciclo Otto que pode ter um papel muito importante no Brasil onde a maioria dos carros vendidos são flex.

Trata-se do motor “Variable Compression-Turbo (VC-T)” cuja principal característica é modificar a taxa de compressão (de 8:1 até 14:1), adaptando-se às variações de demanda de torque e permitindo um desempenho mais elevado que os motores convencionais, onde a taxa de compressão não muda.

O novo motor vai equipar um carro INFINITY (linha de carros de luxo do Grupo NISSAN), que será comercializado em 2017. Segundo os fabricantes, com quatro cilindros, o VC-T 2.0 substitui um motor V6 3.5, sem prejuízo de potência e torque e consome 27 por cento menos gasolina. Segundo Kinichi Tanuma, engenheiro da Nissan, seu torque é compatível com o de motores diesel, mas deve custar menos que um motor diesel turbinado equivalente, com a vantagem de atender mais facilmente às restrições de emissões.

Ele representa um salto em eficiência e compactação e é a “cereja do bolo” dos motores a gasolina (ciclo Otto), buscada há muito tempo. Dessa vez, ao que tudo indica, uma solução está pronta para ser lançada no mercado. Nela, a mudança da taxa de compressão é feita em tempo real por meio de uma biela cujo comprimento varia e é ajustado por um motor elétrico. Outros fabricantes e pesquisadores trabalham para aperfeiçoar mecanismos que tenham o mesmo efeito de variar a taxa de compressão em motores Otto. O sucesso da NISSAN certamente vai acelerar o amadurecimento de outras tecnologias.

As notícias sobre o motor, ainda muito recentes, chamam a atenção para diversos aspectos disruptivos que vão trazer para o mercado automotivo, como a possibilidade de competir com os híbrido-elétricos e de substituir o motor diesel.

Além desses aspectos, o VC-T é perfeito para aumentar a eficiência energética nos carros flex, que utilizam variadas proporções de etanol misturado com gasolina. Nos motores flex atuais as características físicas dos motores, notadamente a taxa de compressão fixa, são projetadas para usar de forma adequada a gasolina. Virtudes do etanol combustível, como sua elevada octanagem, vão ser mais bem aproveitadas com a adaptação da taxa de compressão às suas características.

Não foi possível encontrar referência ao uso desses motores em carros flex, até porque estes representam menos que 5% das vendas mundiais de motores, concentradas no Brasil e EUA. Como nos EUA o interesse pelos flex decorre de variados incentivos e o etanol é vendido em poucos postos, é no Brasil, onde mais de cinco milhões de carros praticamente só usam etanol, que grandes saltos de eficiência e redução de emissões podem ser observados.

Espera-se que a Nissan, sem prejuízo do trabalho que realiza para usar, em longo prazo, o etanol como fonte de hidrogênio (para células a combustível em carros elétricos), use sua base tecnológica brasileira para explorar o uso do VC-T em veículos flex, que pode apresentar resultados em curto prazo.

Autor: Jayme Buarque de Hollanda, Diretor Geral do INEE
22/12/2016

[Fonte: INEE]


Leia também

INEE apoia curso de Eficiência Energética realizado pelas Faculdades SENAI

As inscrições podem ser feitas até o dia 31/03. O setor industrial, responsável por aproximadamente 40% do consumo de energia elétrica no Brasil e os edifícios, com consumo de aproximadamente 50%, ...
Leia mais...

INEE divulga Relatório de Atividades de 2016

Em 2016, o INEE organizou, realizou e participou de seminários, realizou trabalhos de consultoria, publicou artigos e divulgou informações através de seus sites: www.inee.org.br, voltado para a ...
Leia mais...

Jayme Buarque, do INEE: Novidade importante para motores a etanol

No Salão do Motor em Paris, no início de outubro último, a Nissan apresentou um novo tipo de motor ciclo Otto que pode ter um papel muito importante no Brasil onde a maioria dos carros vendidos são...
Leia mais...

Marcos Marques e Pietro Erber, do INEE: Um Novo Momento para a Eficiência Energética

Os planos oficiais de atendimento dos requisitos de energia do país divulgados nos últimos anos preveem notáveis aumentos de eficiência no consumo. Subtraem esses valores das estimativas de dema...
Leia mais...

Jayme Buarque, do INEE: Aperfeiçoando o uso de etanol

No final do século passado, o forte aumento do preço da gasolina fez ressurgir, no Brasil, a procura por carros a etanol, cuja fabricação tinha sido praticamente interrompida. Como nesses anos a...
Leia mais...

INEE faz parceria para realização do UNICA Fórum e Ethanol Summit

A parceria com a Media Link visa a realização dos principais eventos relacionados ao etanol e à energia da cana e envolve o UNICA Fórum e o Ethanol Summit.

Leia mais...

Uso eficiente do etanol é um dos temas do Frotas e Fretes Verdes 2016

Seminário acontece nos dias 23 e 24 de novembro, em São Paulo, no Hotel Intercontinental. Em 2012, a partir do alto interesse demonstrado por diversos profissionais e instituições para que o Bra...
Leia mais...

Fóruns Geração Distribuída e Armazenamento de Energia

Furnas e Blue Ocean realizam nos dias 22 e 23 de novembro próximos, em Furnas, no Rio de Janeiro, o Fórum de Geração Distribuída de Energia e o Fórum Armazenamento de Energia, respectivamente. O...
Leia mais...

Palestras do III Seminário Internacional sobre Uso Eficiente do Etanol

O seminário aconteceu nos dias 20 e 21 de setembro em Campinas, no Auditório Bosch, com o patrocínio do BNDES, BOSCH, BID e COPERSUCAR. As palestras estão disponíveis no endereço Leia mais...

INEE divulga programa do III Seminário Internacional sobre Uso Eficiente do Etanol

Apesar da importância do etanol no acionamento de veículos leves no Brasil, muito pouco é divulgado sobre o potencial de melhoria de seu desempenho pela utilização de motores adequados, com efet...
Leia mais...

Jayme Buarque, do INEE: O Uso Eficiente do Etanol

O forte aumento do preço da gasolina no século XX fez ressurgir, no Brasil, a procura por carros a etanol, cuja fabricação tinha sido praticamente interrompida. Havia duas possibilidades para a ...
Leia mais...

III Seminário Internacional sobre Uso Eficiente do Etanol: Provocações

O PrEE- Programa Etanol Eficiente parte da constatação de que, usado em motores adequados, o etanol proporciona desempenho superior ao da gasolina e, em motores especiais, pode mesmo competir co...
Leia mais...

INEE participa das reuniões Eletrobrás – Procel sobre Plano de Aplicação de Recursos

A Eletrobras e o Procel realizaram reuniões nos dias 10, 14 e 16/06 sobre o Plano de Aplicação dos Recursos das empresas de energia elétrica a programas de eficiência energética. O INEE, represe...
Leia mais...

Palestra do INEE no Sugar & Ethanol F.O. LICHTS 2016

Aumentando a eficiência energética na cadeia da cana: Resumo da palestra realizada em 27 de abril deste ano, no Sugar & Ethanol F.O. LICHTS, por Jayme Buarque de Hollanda, Diretor Geral do INEE....
Leia mais...

Osorio de Brito, do INEE: A Hora e a Vez da Geração Distribuída

O Setor Elétrico brasileiro demorou a vislumbrar a importância da geração distribuída, como complemento à geração centralizada, essa última solidificada no modelo em uso no país. Efetivamente, e...
Leia mais...

Newsletter Fale Conosco